Página Inicial Notícias CorrupçãoEsportesSaúdePoliciaGaleria de Imagem
Buscar
       



Notícias
Notícias
Esportes
Negócios
Destaques
Brasil
Mundo
Cultura
Saúde

Serviços
Guia comercial
Classificados

Entretenimento
Mural de Recados
Bate Papo



Untitled Document
Enquetes
Qual linguagem prefere?
PHP
Perl
ASP
JSP
Python
Outros


Ver resultados
 
 
notícia publicada em 02/06/2011
Wanderley está satisfeito com seu bom rendimento
Já joguei em alguns clubes, mas nunca vi nada igual ao Flamengo.
Jornalista Nasser - Agencia Pres: Brasil Imprimir  
 
 Créditos da Foto: Agencia Press 
Muita raça, disposição, assistências e movimentação. Aos poucos, o atacante Wanderley vem se firmando no time titular do Flamengo e mostrando para todos que duvidavam de sua capacidade que ele tem totais condições de estar entre os 11 principais jogadores do elenco. No jogo contra o Bahia, apesar de não ter balançado as redes, o camisa 33 fez mais uma boa partida e deixou o campo satisfeito com seu rendimento.
– Acho que tive uma boa participação. Não fiz gols, mas ele em breve vai sair. Apesar de não ser o resultado que esperávamos, o time jogou bem e por isso acho que podemos valorizar o empate, mesmo ele tendo sido com gosto de derrota –, disse Wanderley.
Durante o jogo contra o Bahia aconteceu um lance que não sai da cabeça do jogador. O lateral Galhardo invadiu a área pela direita e bateu cruzado. Wanderley demonstrando toda a sua raça se atirou em direção a bola e por muito pouco não fez o gol.
– Faltou muito pouco para eu chegar naquela bola. Me joguei com raça, mas não deu. Fiz o que pude e por isso não vou lamentar este gol perdido, até porque tenho certeza de que ele vai acabar saindo em dobro nos próximos jogos –, afirmou o atacante.
O meia Thiago Neves também vive um grande momento no Flamengo, tanto que foi convocado para a Seleção Brasileira. Se ele demonstrar todo o futebol apresentando no Rubro-negro dificilmente ficará de fora da lista dos escolhidos para a Copa América deste ano.
Consciente da boa fase, o jogador acredita que um dos motivos para ele está evoluindo cada vez mais é a grande amizade que tem com seus companheiros de time.
– Já joguei em alguns clubes, mas nunca vi nada igual ao Flamengo. Um grupo como este que encontrei aqui é especial, pois todo mundo se ajuda o tempo todo –, contou o meia.


 
Oriente Medio
Fronteira aberta Após quatro anos, Egito reabre fronteira...
Crime organizado
O que é o crime organizado
Escravidão
O trabalho escravo no Brasil
Nutrição
Não indicado para crianças! E nem para adultos.

 Todos os direitos reservados a Agencia Press: A noticia acima de qualquer suspeita